Temple of The Dog: lembrando de quando Eddie Vedder chegou na cena grunge.

October 9, 2016

Jeff Ament e Mike McCready (baixista e guitarrista do TEMPLE OF THE DOG) revelaram em uma nova entrevista para a revista Rolling Stone, de quando Chris Cornell (vocalista) chamou Eddie Vedder (vocalista do PEARL JAM) para tomar umas cervejas e ajuda-lo a “entrar” na cena grunge de Seattle em 1990.

 

Segue alguns trechos desta entrevista:

 

Jeff Ament: “Pelo que me lembro, Eddie estava sentado no canto da sala escrevendo e desenhando coisas em seu diário, para manter-se ocupado... Acho que fizemos alguns ensaios com o TEMPLE OF THE DOG, logo depois do ensaio do PEARL JAM ter se encerrado. Em seguida, houve uma parte vocal na música ‘Hunger Strike’ onde Chris estava tentando tocar guitarra enquanto fazia aquele seu belo vocal nos versos e que depois se sobressai no refrão. Eu acho que Eddie apenas caminhou até o microfone e cantou o 2º verso em um certo momento. Chris apenas lhe disse: ‘Bem, por que você não canta então apenas essa parte?’"

 

Mike McCready: “Eddie era de San Diego e ele se sentia muito intimidado em Seattle. Chris realmente o acolheu, sabe? Eddie era muito, muito tímido no começo. Chris o levou para tomar umas cervejas e contou-lhe algumas histórias. Ele era, como: ‘Hey, bem-vindo a Seattle, cara! Eu amo Jeff e Stone (guitarrista) e estou lhe dando a minha bênção, ok?’ A partir de então, Eddie ficou mais relaxado... Foi uma das coisas mais legais que eu vi Chris fazer”.

 

Jeff Ament: “Nós tivemos a nossa própria pequena e incestuosa cena, mas estávamos realmente céticos sobre o que estava acontecendo no resto do mundo. Nós não tínhamos ideia se as músicas do álbum do TEMPLE OF THE DOG seriam ouvidas em um grande nível, sabe? Mas depois do falecimento de Andrew Wood (ex-vocalista do MOTHER LOVE BONE), nós simplesmente não tínhamos as ferramentas certas para lidar com essa triste situação. A minha mãe e o meu pai estavam a mil milhas de distância e eu não tinha ninguém por perto, nenhuma pessoa a quem eu estava acostumado a falar sobre essas coisas junto. Gravando este único álbum do TEMPLE OF THE DOG em 1991, foi um processo que realmente nos ajudou nesse período de luto. Esse disco nos ajudou muito, em relação a morte do nosso amigo".

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
Mais Recentes

Prophets of Rage: fãs concedem as suas opiniões sobre o "fim" do grupo

November 18, 2019

1/5
Please reload

Destaques
Please reload

2016 by RockInTheHead